Telefone Rua Rio Grande do Norte, n 57, sala 602
Horário de funcionamento: Seg - Sex: 08:00 - 18:00

Hérnia de disco e ciático

Hérnia de disco e ciático

Saiba o que fazer quando apresentar sintomas de hérnia de disco

Por Dr Antônio Prates, Neurocirurgião especialista em Coluna em Belo Horizonte e grande BH

A hérnia de disco é uma causa comum de dor lombar (ou lombalgia). Geralmente, essa dor aparece na região da coluna lombar, irradia (desce) na perna e pode causar grande limitação nas atividades diárias e profissionais das pessoas. É chamada de ciática, lombociatalgia ou popularmente dor do ciático. Esse é o nome do nervo que reproduz a dor da hérnia de disco, devido à compressão pela hérnia de uma das raízes que o formam.

Na maioria das vezes, as hérnias são reabsorvidas espontaneamente após algum tempo e o tratamento pode ser realizado sem cirurgia na maioria dos casos. Os estudos mostram que esse tempo pode variar de 3 meses até mais de 1 ano e as hérnias de maior tamanho, geralmente, são absorvidas mais rápido do que as menores. Por outro lado, essas hérnias maiores tem uma chance maior de causar sintomas mais importantes em alguns pacientes.

A dor é um sintoma subjetivo e sua percepção varia entre as pessoas e na mesma pessoa ao longo da vida. Duas pessoas com uma hérnia de disco do mesmo tamanho podem apresentar sintomas em graus muito diferentes. Por isso, apenas a presença e o tamanho da hérnia não servem como parâmetros para indicar os tratamentos.

Os pacientes com diagnóstico de hérnia de disco precisam de tratamento e acompanhamento adequado para controle dos sintomas e orientação. Não se trata apenas de fazer exercícios e esperar a hérnia ser reabsorvida. Muitas vezes a dor limita o paciente até mesmo de fazer a fisioterapia de forma adequada. Podem ser necessárias outras medidas, como o uso de medicamentos, infiltrações da coluna e, em casos em que não há melhora com as medidas iniciais, poder ser indicada a cirurgia de coluna. 

A infiltração de coluna consiste na injeção de uma solução com corticoide (o anti-inflamatório mais potente) e anestésicos em pontos específicos da coluna, com o objetivo de reduzir a inflamação causada pela hérnia e agir no nervo para modular os estímulos de dor. É um procedimento com duração de cerca de 20 minutos e o paciente pode receber alta cerca de 2 horas depois. A maioria dos paciente tem melhora imediata da dor e essa melhora pode durar de 2 até 6 meses, tempo suficiente para o paciente continuar o tratamento fisioterápico.

Alguns pacientes com hérnia de disco se beneficiarão de cirurgia precoce e até mesmo de urgência. São aqueles que apresentam déficit neurológico associado (perda da força, perda da sensibilidade, perda do controle da urina e do intestino). Nesses pacientes, a cirurgia apresenta menor risco de sequela neurológica permanente comparado ao tratamento sem cirurgia.

Além disso, nem todo paciente com dor do ciático tem hérnia de disco. Algumas outras doenças podem gerar o mesmo sintoma, ou seja, uma dor intensa na região lombar que desce na perna. Entre essas outras doenças, podemos citar espondilolistese, estenose do canal lombar, fraturas e tumores da coluna. Por isso, é necessário o diagnóstico correto por um especialista em coluna.

A cirurgia de coluna, assim como a medicina de modo geral, evolui continuamente ao longo do tempo e hoje existem opções com ótimo resultado em relação a melhora da dor, rápida recuperação e retorno as atividades cotidianas e profissionais. Sãs as cirurgias minimamente invasivas da coluna, por microscopia e endoscopia. O tempo médio de duração desses procedimentos é cerca de 1 a 2 horas e o paciente já pode andar e receber alta, muitas vezes, no mesmo dia da cirurgia.

Sente dores na lombar ou irradiando na perna? Procure um especialista em coluna para diagnóstico e tratamento adequado. 
Veja mais informações aqui.

______________________________________________________________________________
Por Dr Antônio Prates, Neurocirurgião especialista em Coluna em Belo Horizonte e grande BH