Telefone Rua Rio Grande do Norte, n 57, sala 602
Horário de funcionamento: Seg - Sex: 08:00 - 18:00

Dor cervical e Ossificação do ligamento longitudinal posterior

Dor cervical e Ossificação do ligamento longitudinal posterior

Dor cervical em japoneses e descendentes

Por Antônio Prates, Neurocirurgião especialista em Coluna em Belo Horizonte e região metropolitana de BH

A ossificação do ligamento longitudinal posterior (OLLP) é uma doença rara no ocidente mas bem mais comum na população japonesa e asiática em geral. Nessa doença, ocorre calcificação anormal e aumento da espessura de um ligamento situado dentro do canal da coluna, causando estreitamento do mesmo. Isso pode causar compressão da medula e raízes cervicais.

Os sintomas vão desde dor cervical (cervicalgia), formigamentos, até fraqueza nos membros, perda da sensibilidade e perda do controle da urina e fezes. Em casos inicias ou sem sintomas pode ser realizado o acompanhamento clínico e com exames de imagem. Caso o paciente apresente sintomas ou haja compressão significativa da medula nos exames de imagem é indicado tratamento, que no caso é cirúrgico.

O tratamento cirúrgico pode ser realizado por várias técnicas, dependendo de vários fatores, como grau de compressão, quantidade de níveis afetadas, anatomia do paciente e risco cirúrgico. No caso da imagem, foi optado por abordagem posterior com laminoplastia. Essa técnica permite descompressão adequada do canal vertebral e mantém a mobilidade do pescoço. Dessa forma é alcançada a melhora da dor cervical e o restabelecimento da função neurológica.

Em caso de dor cervical (cervicalgia ou dor no pescoço) persistente, procure um Neurocirurgião para avaliação adequada.

Veja outras informações.